VOOS ONLINE
VOOS ONLINE
GUIA DO PASSAGEIRO
GUIA DO PASSAGEIRO
SITUAÇÃO DOS VOOS
SITUAÇÃO DOS VOOS

OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS
OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS
CARGA AÉREA ONLINE
CARGA AÉREA ONLINE
LICITAÇÕES
LICITAÇÕES
CONCURSOS INFRAERO
CONCURSOS INFRAERO
SERVIÇO CONTRA INCÊNDIO
SERVIÇO CONTRA INCÊNDIO
LINKS
LINKS

TARIFAS AEROPORTUÁRIAS
TARIFAS AEROPORTUÁRIAS
CENTRAL DE COBRANÇAS
CENTRAL DE COBRANÇAS
PORTAL FINANCEIRO
PORTAL FINANCEIRO
Aeroporto Internacional de São José dos Campos - Professor Urbano Ernesto Stumpf

sjc_fachada

O Aeroporto de São José dos Campos – Professor Urbano Ernesto Stumpf está a uma altitude de 646 metros e fica a 8 km do centro da cidade de São José dos Campos e a cerca de 90 quilômetros do centro da capital paulista.

Com população estimada em 673.255 habitantes em 2013, conforme dados do IBGE, São José dos Campos faz parte da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, e do Complexo Metropolitano Expandido da cidade de São Paulo – que é formado pelas regiões metropolitanas de São Paulo, Campinas e Santos, e as cidades de São José dos Campos, Sorocaba e Jundiaí, e cuja população somada ultrapassa os 31 milhões de habitantes. São José dos Campos é a 7ª maior cidade do Estado de São Paulo (incluindo-se aí a Região Metropolitana), 28ª maior do Brasil e a 2ª maior cidade do interior do país, atrás apenas de Campinas e à frente de cidades como Ribeirão Preto, Sorocaba e Santos.

O aeroporto apresenta duas vocações distintas: uma, a cargueira, que atende o grande número de indústrias da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte e do Cone Leste Paulista; outra, a de portal turístico, principalmente para o Santuário Nacional Nossa Senhora Aparecida, as cidades da Serra da Mantiqueira, como a estância turística de Campos do Jordão, e os municípios do belíssimo litoral paulista, a "Riviera Brasileira", como Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba, além de Parati e Angra dos Reis, no litoral sul fluminense.

O tratamento das cargas, bem como a tarifação de armazenagem e de capatazia, é similar ao existente nos demais terminais de carga da Infraero, buscando sempre reduzir custos e agilizar o processo de liberação, fator importante para as indústrias locais.

 

Histórico

O Aeroporto de São José dos Campos foi inaugurado na década de 1940 e passou a ser administrado pela Infraero em 18 de junho de 1996.

A construção do Centro Técnico Aeroespacial (CTA), a partir de 1971, derivou de um dos principais atos da Era Vargas: a criação do Ministério da Aeronáutica, em 1941. Coube ao CTA viabilizar um dos objetivos desse setor das Forças Armadas, que era dotar o país de uma base sólida para impulsionar a indústria aeronáutica, civil e militar. Foi internamente uma demonstração do peso político que parte dos militares passou a ter no varguismo, pelo apoio ao Estado Novo, período ditatorial da Era Vargas (1937-1945).

Para implantar o CTA, foi formada, em 26 de janeiro de 1946, a Comissão Organizadora do Centro Técnico de Aeronáutica (COCTA), dirigida pelo marechal Casimiro Montenegro Filho. A COCTA escolheu o local e organizou um concurso fechado, vencido pelo arquiteto Oscar Niemeyer, resultado anunciado em 8 de fevereiro de 1947. Também participaram do concurso o arquiteto Marcelo Roberto (2º colocado), a Cia. Brasileira de Engenharia, o arquiteto Benedicto de Barros e o arquiteto Eduardo Affonso Reidy.

O aeroporto possuía, originalmente, pista de terra. Nos anos 1970, com a criação da Embraer – Empresa Brasileira de Aeronáutica, a pista foi asfaltada e ampliada para 3.000 metros de comprimento. Atualmente, a pista é adequada também a pousos por instrumentos, operando com ILS (do inglês Instrument Landing System, "sistema de pouso por instrumento") Cat. I. Nos anos 1980, para atender aos programas militares em andamento, em especial ao do jato de ataque AMX, foi instalada uma barreira de contenção de aeronaves na cabeceira 33, reduzindo o comprimento da pista utilizável para 2.676 metros.

Em 9 de novembro de 2004, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou lei batizando o aeroporto de "Professor Urbano Ernesto Stumpf". Stumpf (Não-Me-Toque, RS, 15/1/1916-17/5/1998) foi um coronel-aviador, engenheiro aeronáutico, professor e inventor brasileiro. Formou-se em engenharia aeronáutica na primeira turma do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em 1950. De 1951 a 1957, compôs o corpo docente do instituto, orientando, entre outras, pesquisas de álcool como combustível. Por sua participação decisiva nos projetos de carros movidos a álcool, o pesquisador é lembrado como o "pai do motor a álcool".

 

 

 

 

AddThis Social Bookmark Button
 


Portal da Transparência    Acessibilidade Brasil
Infraero - [Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária] - Estrada do Aeroporto, Setor de Concessionárias, Lote 5 - Edifício Sede CEP 71608-050 - BRASÍLIA - DF - BRASIL