VOOS ONLINE
VOOS ONLINE
GUIA DO PASSAGEIRO
GUIA DO PASSAGEIRO
SITUAÇÃO DOS VOOS
SITUAÇÃO DOS VOOS

OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS
OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS
CARGA AÉREA ONLINE
CARGA AÉREA ONLINE
LICITAÇÕES
LICITAÇÕES
CONCURSOS INFRAERO
CONCURSOS INFRAERO
SERVIÇO CONTRA INCÊNDIO
SERVIÇO CONTRA INCÊNDIO
LINKS
LINKS

TARIFAS AEROPORTUÁRIAS
TARIFAS AEROPORTUÁRIAS
CENTRAL DE COBRANÇAS
CENTRAL DE COBRANÇAS
PORTAL FINANCEIRO
PORTAL FINANCEIRO
Aeroporto Internacional de Macapá - Alberto Alcolumbre

macapa_frente

Dados Históricos:

O Aeroporto Internacional de Macapá – Alberto Alcolumbre faz parte da Rede de Aeroportos da Infraero desde 1º de fevereiro de 1979. A história do aeroporto começou a ser escrita na década de 1930, durante a Segunda Guerra Mundial, quando o governo dos Estados Unidos, com vistas ao controle estratégico do Atlântico Sul, buscou composição com o governo brasileiro, que autorizou a construção de bases aéreas militares em diferentes pontos do território amazonense. No entanto, a sistematização da frequência dos voos só foi consolidada a partir de 1953, com a instalação do Serviço de Aeronáutica (Saer), composto por um hangar, um avião "Bonanza Beechcraft A 36" e um campo de pouso. A pista oficial ficava localizada onde hoje é o centro da cidade, entre as avenidas FAB e Procópio Rola. O avião foi adquirido com o objetivo de atender com mais rapidez a cobertura dos serviços administrativos do governo e, ao mesmo tempo, auxiliar a população no transporte de medicamentos para o interior ou de pessoas doentes para Belém do Pará. O hangar foi erguido no mesmo terreno onde, atualmente, está instalada a Secretaria de Estado da Infraestrutura. Nos primeiros anos do antigo Território Federal do Amapá, o então governador Pauxi Nunes, convidou o coronel Belarmino Bravo, da Força Aérea Boliviana, para fundar o Aeroclube de Macapá, que desenvolveu, basicamente, atividades na área social e recreativa e, em 1956, criou o curso de piloto de aeronaves. Em 1958, ocorreu a transferência das atividades aeroportuárias do campo de pouso então existente na Avenida FAB para a atual base do Aeroporto Internacional de Macapá.

O aeroporto de Macapá, desde sua criação, está integrado ao desenvolvimento da capital do estado e torna-se estratégico no contexto local devido à criação da Área de Livre Comércio de Macapá e Santana, possibilitando oportunidades de negócios para a economia do Amapá, principalmente, na indústria, comércio e turismo, com foco nas relações com a América Central, América do Norte e a Europa, viabilizadas pelas vias de acesso aéreo e fluvial (rios Amazonas, Oiapoque, Jari, Araguari e Maracá).

Em suas dependências existem obras de artes em exposição permanente, tais como um busto em bronze em homenagem a Coaracy Monteiro Nunes, primeiro deputado federal pelo Amapá; uma pintura de 9,60 x 2,15m doada pelo autor, Raimundo Braga de Almeida, em 1980, que retrata a capital, vista sob o ângulo principal da Fortaleza de São José, além de um monumento em miniatura da mesma Fortaleza, que serve como convite para conhecer o belo monumento militar construído pelos portugueses no século XVIII.

 

 

 

 

 

 

AddThis Social Bookmark Button
 


Portal da Transparência    Acessibilidade Brasil    selo_participe
Infraero - [Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária] - Estrada do Aeroporto, Setor de Concessionárias, Lote 5 - Edifício Sede CEP 71608-050 - BRASÍLIA - DF - BRASIL